7 Dicas de Finanças Pessoais

7 Dicas de Finanças Pessoais

Finanças Pessoais

Se pergunte: Ao fazer uma viagem de férias de final de ano, você faz seu roteiro, compra sua passagem e arruma suas malas um dia antes de viajar? Ou ao fazer seu casamento, você faz convites, aluga os trajes e contrata os profissionais para o evento um dia ou uma semana antes do casamento? Certamente não! Então por que fazer seu planejamento financeiro precisa ser diferente?

É questão de disciplina e hábito tornar o Planejamento Financeiro parte de nossas vidas. Para ajudar você, veja as principais dicas de finanças pessoais que selecionamos para você:

DICA 1: Você sabe quais são seus gastos mensais?

Se a resposta for sim, está de parabéns! Agora se você não acompanha ou não sabe quanto você gasta no mês, fique alerta, pois problemas podem estar acontecendo. Para fazer o acompanhamento de suas despesas, é essencial ter um aplicativo financeiro ou planilha de controle financeiro. Esta planilha lhe dará um “norte” para onde está indo seu dinheiro. Não fique surpreso se descobrir que boa parte de seu dinheiro está indo para lugares que você nem imaginava estar gastando tanto. Além dos gastos, é muito importante você contabilizar suas fontes de entrada. No final, sua planilha informará para você quanto você gastou, aonde gastou e se houve sobre de recurso ou não. Caso tenha ficado no prejuízo, ajuste imediatamente cortando gastos desnecessários. Sempre é possível diminuir suas despesas, acredite.

DICA 2: Cuidado com os “Gastos Fantasmas”

Existem produtos ou serviços que tem custos envolvidos que eu gosto de chamar de gastos fantasmas. Quer um exemplo clássico? Vamos lá:

Você quer comprar um carro, e este carro está avaliado em R$ 25 mil. A maioria das pessoas faz o cálculo das prestações do veículo e o valor que irá gastar com gasolina todos os meses. Na realidade, você deve colocar na ponta do lápis toda as despesas envolvidas neste carro. Quando o custo é uma vez ao ano, como por exemplo, IPVA, é interessante dividir por 12 para saber o custo mensal. Vamos algumas despesas desse carro:

  1. Valor das prestações (quando for financiado)
  2. Gastos com combustível
  3. Gasto com IPVA + Seguro Obrigatório
  4. Gastos com seguro
  5. Gastos com pneus
  6. Gastos com possíveis sinistros
  7. Gastos com estacionamento
  8. Gastos com multas
  9. Gastos com revisão

A maioria das pessoas não contabiliza todos esses gastos, mas a partir do momento que tudo isso é contabilizado, em muitos casos o custo com o automóvel vai além de 50% do salário. Multas, pneus, estacionamento, revisão, sinistros, etc são gastos fantasmas, pois são imperceptíveis no dia a dia ou até mesmo não são previstos.

DICA 3: Empréstimos ou financiamentos

É muito importante conhecer a fundo todos os custos envolvidos nas linhas de empréstimos ou financiamentos (para saber quais são todos os custos envolvidos em um empréstimo, veja esta matéria sobre Custo Efetivo Total). Também é preciso ficar atento à empréstimos sem garantia, geralmente os custos são altos nestas modalidades.

Se você possuir, por exemplo, um automóvel quitado, é possível coloca-lo em garantia para conseguir um empréstimo com taxas mais baratas. É o que chamamos de refinanciamento de veículos (clique aqui e conheça mais o refinanciamento de veículos), modalidade onde você coloca seu carro em garantia para levantar dinheiro com taxas mais baratas e prazos mais alongados.

Outra dica importante é, caso você tenha um empréstimo, verifique a taxa de juros, se for muito alta, vale a pena colocar seu automóvel em garantia de empréstimo, quitar a dívida atual por esta que é mais barata.

DICA 4: Poupe o máximo de dinheiro que conseguir

Se você fez sua planilha de controle financeiro, agora já sabe onde está gastando mais e onde você pode cortar despesas. Naturalmente, a ideia é que sobre dinheiro no final do mês. Esta sobra de recurso você poderá aplicar em algum tipo de investimento para fazer seu dinheiro render juros a seu favor. Atualmente existem inúmeras modalidades de investimentos tão seguras quanto a poupança e com rendimentos bem superiores, isso faz toda a diferença no longo prazo. O ideal é você conseguir poupar pelo menos 20% do que ganha para guardar em alguma aplicação financeira. Dessa forma você já pode ir pensando em sua aposentadoria também.

DICA 5: Cuidado com os juros do cartão de crédito

Usar cartão de crédito é um grande aliado para conseguir antecipar compras, pois você consegue parcelar em alguns meses. Porém, assim como um aliado, o cartão pode ser um grande inimigo, principalmente se você não tiver controle sobre ele. A principal dica aqui é: fez dívida com o cartão de crédito? Então pague todas as prestações em dia. Atrasos no cartão de crédito são um verdadeiro rombo em seu orçamento. Com taxas que chegam a chegar a 15% ao mês, se você não cuidar, vai a falência em menos de um ano. Portanto, cuide muito antes de fazer qualquer compra com o cartão, e tenha certeza que você conseguirá pagar suas dívidas dentro das datas de vencimento.

DICA 6: Tem dinheiro? Procure pagar a vista

Geralmente, compras a vista oferecem grandes descontos. Sempre que você tiver dinheiro para comprar a vista, não tenha vergonha de negociar descontos com o vendedor. É certeza de que você ganhará algum desconto. Qualquer desconto que você ganhe, seja 3% no valor da compra, é um saldo adicional que fica no seu caixa e que pode ser reservado para investimentos ou até para outras compras.

DICA 7: Viva o que você pode, e não o que você não pode

Cada pessoa tem um padrão de vida diferente, alguns ganham mais e outros menos. Isso não importa, o que importa é que você viva de acordo com seu padrão de vida. Não pode comprar um celular de R$ 4.000,00? Então não compre! Um celular de R$ 1.000,00 faz o mesmo serviço do que um de R$ 4.000,00 (ligação, what´sup, redes sociais, internet, fotos, todos fazem isso!!). Seja realista consigo mesmo. Um dos maiores males que existem e que podem acabar com a saúde financeira de uma pessoa é tentar sempre ficar “na moda” e buscar por um status que não consegue mantes. Esqueça isso, ninguém está olhando para você, tão pouco se importando se você tem um celular ou roupa da moda. Veja um exemplo: Warren Buffet hoje é um dos homens mais ricos do mundo, se figurando entre os três primeiros (saiba quem são os mais ricos do mundo clicando aqui). Ele vive na mesma casa que comprou a mais de 50 anos atrás e raramente troca de carro. Inacreditável, não?

Fique atento nestas 7 Dicas de Finanças Pessoais, pode ter certeza que você terá uma saúde financeira muito mais saudável e equilibrada.

Deixe um comentário

Leia também:

  • Saiba o que significa alienar um carro

    No mundo financeiro e bancário existem diversas expressões jurídicas que podem ser de difícil entendimento para quem não conhece a área, mas para simplificar estes termos, criamos uma série de textos. Hoje, você entenderá o que significa alienar um carro. Trata-se da modalidade de crédito chamada de empréstimo/financiamento com alienação fiduciária, onde, basicamente, você coloca

    6 de março de 2023
  • Empréstimo ou financiamento: quais as diferenças e como escolher?

    Diferentes problemas pedem por soluções que se adequem à situação apresentada. Com o empréstimo e o financiamento não poderia ser diferente. Apesar de parecerem similares, são praticamente opostos. A principal diferença entre financiamento e empréstimo está na finalidade. Além disso, outras características distinguem as duas linhas de crédito e as tornam igualmente úteis e adequadas

    29 de janeiro de 2023
  • Como comparar empréstimos e escolher a melhor opção?

    https://www.youtube.com/watch?v=ZIV471DkLsQ Realizar um empréstimo pode ser uma ótima alternativa, quando há uma urgência financeira ou é necessário auxílio para conquistar algum sonho maior, como a aquisição de um veículo, um imóvel, um carro, realizar uma reforma ou até mesmo viajar. Atualmente existem várias empresas que disponibilizam empréstimos e, por essa razão, antes de solicitar um

    12 de janeiro de 2023