Como sacar o dinheiro do FGTS inativo

Como sacar o dinheiro do FGTS inativo

Como sacar o dinheiro do FGTS

Em certos momentos, podemos precisar de uma graninha extra, seja para imprevistos ou, simplesmente, para realizar nossos planos. No entanto, às vezes, a vida nos surpreende e parece que o dinheiro que tanto precisávamos “cai do céu”. Esse pode ser o caso do FGTS inativo, que apareceu em boa hora para milhões de pessoas — e pode ter chegado para você também!

Por isso, no post de hoje, conheça tudo sobre as contas inativas e como retirar o dinheiro de lá. Vamos lá?

O que é FGTS?

Mas, primeiro, você sabe o que é o FGTS? O Fundo de Garantia do Tempo de Serviço é uma obrigação dos empregadores com seus funcionários. Nele, um percentual no valor de 8% do salário do empregado é depositado mensalmente em uma conta aberta na Caixa Econômica Federal (CEF).

A regra é que, após um ano, o montante obtido no FGTS seja igual ao salário bruto do trabalhador. Infelizmente, o dinheiro não pode ser sacado pelo funcionário na hora que quiser. O valor depositado só pode ser usado:

  • no financiamento ou na compra de imóveis e terrenos;
  • integralmente no ato da aposentadoria;
  • em caso de diagnóstico de doenças em estado terminal;
  • em caso de diagnóstico de doenças graves, como câncer ou AIDS;
  • em casos especiais, como o FGTS inativo.

O que é uma conta inativa?

Toda vez que você arruma um emprego, uma conta na Caixa Econômica Federal é aberta para que o empregador realize os depósitos do FGTS. Se você for demitido ou simplesmente sair do emprego, essa conta é inativada automaticamente.

Ao arranjar um novo emprego, uma nova conta é criada para receber os depósitos do novo empregador. Ao longo da vida de um trabalhador, dezenas de contas podem ser criadas, todas tornando-se inativas a partir do momento em que ele larga um emprego e decide procurar outro.

No entanto, o conceito de “conta inativa” só se tornou popular em meados de 2017, com a liberação do dinheiro para os trabalhadores com contratos de trabalho finalizados até 31/12/2015.

Quais são as condições necessárias?

Cuidados

Antes de tomar qualquer atitude, é preciso ter certeza da existência dessas contas inativas. Pode ser que, em determinado emprego, seu patrão não tenha depositado mensalmente o dinheiro do FGTS.

Se você concluir que seu antigo empregador não depositava o dinheiro corretamente — uma infração prevista na lei —, pode tomar certas atitudes para reaver o que é seu por direito, como tentar um acordo com sua empresa.

No entanto, você pode também querer se prevenir de possíveis calotes. Nesse caso, de acordo com o Ministério do Trabalho, seu empregador é obrigado a enviar os recibos dos valores depositados na conta do FGTS. O extrato é enviado para o endereço do empregado a cada dois meses, e é possível, ainda, receber mensagens de texto pelo celular.

Fazendo o acompanhamento correto, o trabalhador não terá surpresas na hora de sacar o dinheiro, tanto das contas inativas quanto no momento da aposentadoria.

Documentos

Para fazer a consulta, é preciso saber o NIS e o PIS/PASEP. Os três são basicamente a mesma coisa, sendo o Número de Identificação Social (NIS) destinado a pessoas beneficiárias de algum programa social, como o Bolsa Família.

O Programa de Integração Social (PIS) é o número da sua carteira de trabalho que é vinculado ao seu CPF. Ele só é dado aos trabalhadores da iniciativa privada, que poderão receber benefícios como o seguro-desemprego.

O PASEP, sigla para Formação do Patrimônio do Servidor, possui a mesma função do PIS, com a diferença de que é destinado a funcionários públicos. No site da CEF, também é possível fazer a análise das contas inativas utilizando o número do CPF.

Como eu saco o dinheiro de uma conta inativa?

Os documentos necessários dependem da quantia a ser sacada. Quanto maior forem os valores, mais documentos e burocracia você enfrentará — tudo em nome da sua segurança.

Para valores até R$1.500,00, o trabalhador poderá sacar seus benefícios da conta inativa sem o Cartão Cidadão físico, apresentando, apenas, a senha no caixa eletrônico.

Vale lembrar que o Cartão Cidadão é fornecido pela Caixa para facilitar o saque de PIS, abono salarial e seguro-desemprego e é emitido por qualquer agência da instituição.

Com o Cartão, o limite máximo para saque, no caixa eletrônico, sobre para R$3.000,00. Também é possível retirar o dinheiro em lotéricas e correspondentes Caixa Aqui.

Acima de R$3.000,00 até R$10.000,00, o indivíduo poderá apresentar somente a carteira de identidade em uma Agência Caixa. Para valores maiores, o trabalhador precisará mostrar a carteira de trabalho.

Se uma conta inativa, por algum motivo, ainda apresentar status ativo mesmo após a rescisão do contrato, o trabalhador precisará provar o fim do vínculo trabalhista por meio de documentos que comprovem a rescisão.

Onde eu posso fazer isso?

Para retirar o FGTS inativo, você precisa ir até uma agência da Caixa Econômica Federal. O banco dividiu os saques conforme as datas de nascimento de cada trabalhador. Nenhuma outra instituição está apta a fornecer o dinheiro, mas é possível transferir a quantia guardada na conta inativa para outras instituições financeiras.

Inclusive, uma dúvida que surge nesse momento é se retirar o dinheiro da conta inativa é vantajoso. No caso, o rendimento das contas do FGTS é inferior à poupança. Sacando o dinheiro, o trabalhador poderá aplicar a quantia em um investimento melhor.

E se eu perder o prazo de retirada?

O saque das contas inativas do FGTS foi finalizado em 31/07/201. O saque posterior a esse período só é possível com a apresentação de documentos que comprovem a impossibilidade de saque no prazo estipulado, como doença ou cumprimento de pena e prisão preventiva.

Para isso, basta ir até uma agência da Caixa com um atestado médico ou uma certidão de órgão competente, comprovando a situação de reclusão. O prazo máximo para efetuar o pedido é até 31/12/2018.

A possibilidade de saque do FGTS inativo surgiu num momento de economia em recessão. Neste caso, a injeção de dinheiro nas mãos dos brasileiros veio com a função de impulsionar o consumo e melhorar nossa situação financeira. Muitos decidiram até pagar certas dívidas. Agora, com as contas em dia, saiba como economizar dinheiro em 2018 e mantenha suas finanças controladas!

Deixe um comentário

Leia também:

  • Vale a pena investir em um Empréstimo com Veículo em Garantia?

    https://www.youtube.com/watch?v=1y0DxntQxh0 Na hora de conseguir crédito, algumas empresas tendem a oferecer soluções que oferecem maior segurança à transação. Dentre elas, está o empréstimo consignado com veículo como garantia. Por que oferecer uma garantia na hora de contratar um empréstimo? O empréstimo nada mais é que uma transação por meio da qual o banco empresta dinheiro

    22 de janeiro de 2023
  • Fazer um empréstimo ou usar o cartão de crédito?

    Algumas situações são difíceis de escapar, e quem precisa de dinheiro precisa para já! Por isso, o empréstimo e o cartão de crédito se tornaram tão populares na nossa economia. Em ambos os casos, a solução vem de maneira rápida e simples. O empréstimo, você devolve para o banco o valor em pequenas parcelas. O

    17 de março de 2023
  • Dicas de finanças: como ter um controle financeiro?

    A princípio, ter uma organização financeira não é uma tarefa fácil para muitos, contudo, trata-se de uma área bastante importante, pois pode acarretar diversos problemas, como dívidas e pendências. Porém, o que muitos não sabem é que é possível ter um controle financeiro, adaptando alguns pontos e fazendo uma melhor organização em relação às finanças,

    28 de fevereiro de 2023