Entenda como fazer um fluxo de caixa eficiente

Entenda como fazer um fluxo de caixa eficiente

fluxo de caixa

Como empreendedor, você talvez tenha que lidar com diversas dificuldades para manter o seu negócio funcionando e, claro, crescendo. Na verdade, muitos desses contratempos estão relacionados a questões financeiras. Se sua empresa está lidando com problemas desse tipo, saiba que fazer um bom fluxo de caixa pode ajudar bastante.

Você certamente tem paixão por aquilo que faz, não é mesmo? Mas, além de gostar do que faz, é preciso dar atenção também a outras atividades que dão suporte ao seu negócio, como é o caso das finanças, setor em que muitos empreendedores sentem dificuldades. Por isso, ter um bom fluxo de caixa é o que vai colaborar para a sua permanência no mercado.

Por isso, acompanhe este artigo para entender o que é fluxo de caixa, por que ele é tão importante e como fazê-lo de forma eficiente. Vamos lá?

O que é fluxo de caixa?

O fluxo de caixa é uma das principais ferramentas que um empreendedor deve usar. Ele ajuda a controlar uma das partes mais importantes do negócio: as finanças. Basicamente, relaciona todas as entradas e saídas — tanto as previstas, como as de fato ocorridas.

Entre as despesas, estão os salários dos funcionários, aluguel de cômodo, compras de mercadorias, contas de água, luz, telefone e internet e assim por diante. Entre as receitas, estão as vendas realizadas, sendo importante relacionar as transações à vista e a prazo.

Há empreendedores que controlam todas essas informações em um caderno. Embora isso seja útil, é muito melhor contar com o apoio da tecnologia e usar o computador ou o celular para fazer isso. O fluxo de caixa pode ser feito em uma planilha ou até mesmo em um software específico.

Por que o fluxo de caixa é tão importante?

O fluxo de caixa permite que você tenha uma boa visão da situação financeira do seu negócio. Assim, é possível saber se está faltando ou sobrando dinheiro. Afinal, o simples fato de ter certa quantia em mãos ou no banco não significa que há superávit. Isso porque aquele dinheiro provavelmente quitará despesas da empresa.

Sem um bom fluxo de caixa não é possível manter equilíbrio nos gastos. Além disso, sem informações confiáveis, as análises serão incoerentes e os resultados não serão nada bons. Há empresas que quebraram porque os gestores perceberam tarde demais que havia problemas. Por isso, é fácil entender por que deixar de fazer o fluxo de caixa é um dos principais erros em um negócio.

Quando você tem uma boa noção das condições financeiras da sua empresa, é muito mais fácil desenvolver estratégias para expandi-la. Além disso, se for identificada alguma situação preocupante, será possível agir rapidamente para chegar a uma solução, como recorrer a um empréstimo.

Se você souber exatamente como estão as contas da sua empresa, talvez perceba a necessidade de negociar maiores prazos com os fornecedores. Além disso, será mais fácil avaliar se deve contratar mais um funcionário ou comprar equipamentos novos, por exemplo.

Como fazer um fluxo de caixa eficiente?

Agora que você já entendeu por que o fluxo de caixa é importante, certamente deseja implantá-lo em seu negócio, não é mesmo? Porém, pode ser que você nem saiba por onde começar. Então, fique de olho nas dicas seguintes:

Separe a pessoa física da pessoa jurídica

Misturar as receitas e despesas da pessoa física com as da jurídica é um dos fatores que mais dificultam um bom controle do fluxo de caixa. É importante entender que você não pode tirar dinheiro da gaveta da empresa para pagar uma conta particular na padaria, por exemplo. O empreendedor precisa ter o próprio salário, chamado de pró-labore, e não deve recorrer à empresa sempre que precisar de dinheiro.

Identifique o saldo inicial da empresa

Um bom controle de entradas e saídas deve começar com a apuração do saldo inicial. Para descobrir esse valor, verifique quanto a sua empresa tem na gaveta do caixa e some isso ao saldo da conta bancária. Preste atenção para não somar o cheque especial ao saldo inicial, ok?

Registre todas as entradas

Faça um controle rigoroso de todas as receitas, mesmo que elas tenham um valor baixo. Anote a data, o evento e o valor. Registre os valores já recebidos e também os que você ainda vai receber. Dependendo do tipo do seu negócio, talvez as entradas ocorram várias vezes por dia. Ou também pode ser que elas aconteçam algumas vezes no mês. De qualquer forma, o importante é registrar tudo.

Evite otimismo em excesso

Ao fazer vendas a prazo, o ideal é usar apenas cartões de crédito. Porém, se você decidir trabalhar com cheques ou até mesmo com caderneta, tome cuidado para não ser otimista em excesso no fluxo de caixa. Ao registrar as receitas previstas, leve em conta que alguns clientes atrasarão o pagamento e outros simplesmente não vão pagar o que devem.

Registre todas as saídas

É importante que você seja comprometido em registrar todas as despesas, sem nenhuma exceção. Lance todas as saídas à medida que elas ocorrem e deixe registrado também os pagamentos que ainda serão feitos a curto e médio prazo. Isso ajudará a ter uma boa previsão dos gastos.

Atualize e corrija lançamentos

Como você pode perceber, alguns lançamentos são feitos como uma previsão. Afinal, é difícil saber com antecedência o valor exato de certas despesas. Por isso, assim que chega o dia de um gasto previsto, é preciso atualizar alguns lançamentos, como a data e o valor. Fazendo essas atualizações e correções, o fluxo de caixa continuará refletindo de maneira correta a situação financeira da empresa.

Acompanhe eventos operacionais

Algumas ocorrências podem causar alterações nas previsões do fluxo de caixa. Por exemplo, se a entrega de um pedido a um cliente atrasar, isso provavelmente afetará o prazo do pagamento. Por isso, se você fizer um bom acompanhamento das atividades operacionais, será mais fácil manter o fluxo de caixa sob controle.

De acordo com o que você viu neste artigo, fazer um fluxo de caixa eficiente vai colaborar bastante para a prosperidade do seu negócio. Afinal, muitas empresas acabam fechando por falta de um bom controle financeiro. Se você seguir as nossas dicas, seu empreendimento terá muito mais força para crescer e até ser referência no mercado.

Talvez você tenha ficado com vontade de analisar melhor a situação da sua empresa. Então, para conseguir fazer esse exame, leia o artigo “6 sinais de que a saúde financeira da sua empresa está ruim”.

Deixe um comentário

Leia também:

  • Como conseguir empréstimo online?

    A vida é repleta de imprevistos e um empréstimo online pode ajudar você nestes momentos. Nem todos estão preparados para emergências financeiras, e quando menos esperam, se veem diante de uma situação e não têm para onde recorrer. Neste sentido, o empréstimo online é uma solução prática e livre de burocracias, possibilitando ao cliente o

    8 de fevereiro de 2023
  • Aprenda como aumentar o capital de giro da sua empresa

    Por ter tomado a decisão de empreender, você demonstrou a vontade de transformar uma paixão em negócio. Contudo, para que seu empreendimento prospere, é crucial gerir adequadamente os recursos financeiros da empresa. Se o seu objetivo é aprender como aumentar o capital de giro do seu negócio, você está no caminho certo. Manter a saúde

    22 de novembro de 2023
  • Dicas de finanças: Planejamento Financeiro para Comprar um Imóvel

    A compra de um imóvel é um processo importante e muitas vezes emocionante na vida de uma pessoa. Ao adquirir o seu próprio espaço, seja uma casa, apartamento ou terreno, o comprador está investindo em um patrimônio para si mesmo e para sua família. Além disso, a compra de um imóvel também pode ser vista

    12 de abril de 2023