Quais os motivos de ter um empréstimo negado?

Quais os motivos de ter um empréstimo negado?

empréstimo negado

Evidentemente que quando as coisas apertam e a sua única alternativa é fazer uma concessão de crédito, você só quer que a instituição valide a proposta para pegar o dinheiro. Contudo, infelizmente, antes de pedir o dinheiro, você deve estar ciente de que existe a possibilidade de ter o seu empréstimo negado. Com isso, as chances de resolver o seu problema podem ser mais difíceis.

É bom lembrar que os bancos têm diferentes critérios para permitir a concessão, muitos além de contar com o score (uma pontuação que define qual é o cliente com mais ou menos chances de honrar a dívida), também analisam outros cenários.

Pensando nisso, nós da Quero Quitar separamos algumas possíveis razões que fazem ter o empréstimo negado! Confira!

Quais os principais motivos para o empréstimo negado?

Informações incorretas

Bem, quando você vai pedir uma concessão, o banco costuma checar se os dados fornecidos estão corretos. Se eles não estiverem de acordo, seja por falta de atualizações ou porque você errou ao fornecê-los, há a possibilidade de perder o empréstimo.

Por isso, é muito importante não só avaliar se os seus dados estão atualizados, como se não há erros nos dígitos do RG ou CPF. Além disso, se os dados de renda, bancários e até o seu endereço estão corretos.

Assim, você evita que a instituição constate que não é uma pessoa confiável, visto que suas informações estão incorretas. E outra coisa: nunca, em hipótese alguma, use dados de outras pessoas para pedir crédito.

Nome sujo

Em uma definição geral, estar com o nome sujo significa que você está inadimplente e seu nome foi parar no registro de órgãos de proteção ao crédito, como o SPC, Serasa e Boa Vista, ocasionando o empréstimo negado. Para algumas instituições, estar nessa condição é um sinal de que você não é um bom pagador e, por isso, elas não poderão permitir que o seu crédito seja liberado.

O que você pode fazer é resolver a sua situação primeiro. Quite os seus débitos, renegocie a dívida e legalize o seu estado, dessa forma, o seu nome é retirado desse tipo de lista. Porém, enfatizamos que, mesmo que tudo se normalize, caso esteja pedindo crédito na mesma instituição, você pode ter dificuldades para convencê-la de que não atrasará novamente seus débitos.

Indisciplina financeira

As instituições financeiras não só avaliam como o seu nome está perante o mercado, mas também observam como é o seu comportamento com suas finanças. Por exemplo, se existem duas pessoas e ambas querem um empréstimo, uma delas ganha R$ 5 mil por mês e outra ganha R$ 15 mil.

A primeira não possui dívidas e paga suas contas em dia, enquanto a segunda, sempre tem problemas para gastar menos do que recebe e, inclusive, ficou inadimplente. Pode ter certeza que, mesmo que a segunda ganhe mais, o banco concederá o empréstimo para a primeira.

Isso acontece, porque o primeiro caso, apesar de ganhar menos, sabe lidar com sua renda e é disciplinado. Para a instituição, isso significa que ela pode confiar que será paga. Aliás, os bancos costumam dar benefícios para quem tem um bom comportamento, como melhores taxas de juros e até prazos mais longos.

Portanto, é preciso que o interessado controle bem suas contas, pague-as em dia e evite usar certos serviços prejudiciais para as finanças que o banco oferece, como o cheque especial e o cartão de crédito.

Tipo de perfil

Aqui, você precisa entender que conseguir ou ter o empréstimo negado se trata da sua capacidade de mostrar confiança. Para a maioria das instituições, conceder crédito não é uma tarefa fácil, pois há a possibilidade de não receber o pagamento. Em vista disso, elas precisam criar estratégias para obter garantias, como juros, prazos e análises do cliente, etc.

Além disso, o tipo de devedor é um fator que pesa bastante. Nesse sentido, quando falamos em perfil, estamos dizendo que informações como o nível de renda, o tipo de emprego, o estado civil podem ser cruciais para definir se o empréstimo deve ou não ser aprovado.

Por exemplo, pessoas que não possuem uma renda bem definida, como autônomos, podem ter mais dificuldades, assim como divorciados, já que sua situação indica que terão que lidar com uma diminuição de seus rendimentos.

No entanto, funcionários públicos, por exemplo, já possuem mais facilidade, inclusive, com a possibilidade de pedir empréstimo consignado, visto que possuem mais estabilidade e, portanto, mais garantia de pagamento.

Valor do empréstimo

Infelizmente, precisar de um valor muito alto de crédito pode prejudicar sua chance de empréstimo. Aqui, existem duas coisas importantes: primeiro, se as suas dívidas têm um valor mais alto do que 30% do que você ganha por mês e se o valor da concessão é muito alto e, consequentemente, necessita de mais tempo para pagar.

Essas são questões importantes para o banco, visto que ele está aceitando um risco ao conceder o crédito para você. Diante disso, ele costuma evitar aceitar proposta com esses critérios. Já que, se a concessão é muito grande e longa para a instituição, as chances de descontrole são maiores. Assim como, se houver problemas de inadimplência, a dívida pode ser bem grande e demorar a ser resolvida.

Crises econômicas

Apesar de boa parte do crédito obtido pelos bancos vir de seus clientes, é importante destacar a situação do mercado, principalmente, se o cenário é pessimista e tem bastante influência na liberação de crédito.

Geralmente, os bancos tendem a diminuir sua capacidade de concessão, visto que os riscos de não receber são maiores em épocas de problemas econômicos. Coisas como o aumento de desemprego, dificuldades em certos setores de negócios, como o imobiliário, podem fazer o banco recuar.

Desse modo, se a sua intenção é pedir um empréstimo, deve ficar de olho no mercado e também se as condições estão favoráveis, pois você pode ser indiretamente prejudicado.

Assim, terminamos a nossa lista de razões, não esquecendo que há outros motivos — menos comuns — para que uma pessoa tenha um pedido de empréstimo negado. Quer continuar recebendo mais conteúdos e aprendendo a lidar com suas finanças? Então, assine a nossa newsletter!

Deixe um comentário

Leia também:

  • Empréstimo ou financiamento: quais as diferenças e como escolher?

    Diferentes problemas pedem por soluções que se adequem à situação apresentada. Com o empréstimo e o financiamento não poderia ser diferente. Apesar de parecerem similares, são praticamente opostos. A principal diferença entre financiamento e empréstimo está na finalidade. Além disso, outras características distinguem as duas linhas de crédito e as tornam igualmente úteis e adequadas

    29 de janeiro de 2023
  • Hábitos financeiros que você precisa adotar

    Embora a educação financeira não seja tão comum quanto deveria, a saúde financeira é uma necessidade. Parece contraditório, certo? Poucas pessoas sabem realmente o que fazer com o dinheiro que tem em mãos, e como cuidar das finanças domésticas. Por isso, separamos algumas informações sobre comportamentos saudáveis que você precisa ter para melhorar as contas

    21 de março de 2023
  • Qual a plataforma mais segura para solicitar um empréstimo?

    https://www.youtube.com/watch?v=b7H7Jv1TjcY A cada dia, mais e mais pessoas procuram por empréstimos usando a Internet e há muitas plataformas para se requisitar uma linha de crédito. No entanto, o fato de haver mais variedade não quer dizer que todas essas opções tragam segurança às pessoas. Na realidade, o que ocorre é o contrário: é preciso escolher

    12 de fevereiro de 2023

Está Negativado?

Use seu saldo FGTS e consiga um empréstimo

Com o Saque Aniversário FGTS, você consegue seu empréstimo, mesmo estando negativado.